você está em: home >> o que fazer >> Sabores da Rota das Emoções

Carne - Bovina

O estado do CE não possui uma tradição na criação de gado bovino de corte. Sua criação está mais voltada à pecuária de leite. Grande parte do consumo de carnes vem de importações de outros locais, como o Maranhão,  Goiás e  Argentina, que fornece a picanha, muito utilizada nos restaurantes de Jericoacoara.

O Piauí é um estado de tradição pecuarista. A criação de gado foi ponto de apoio para o  desenvolvimento da sociedade piauiense influenciando decisivamente na vida social, política e cultural do Estado e participando de vários ciclos econômicos, como fornecedora de carne, leite, couro e animais de trabalho.  Parnaíba, desde meados de 1850, foi uma prospera indústria de carne-de-sol.

 A carne de sol, prato tradicional da culinária cearense e piauiense  possui importância fundamental na cultura da região. Para se fabricar a carne-de-sol, submete-se a carne bovina a um leve processo de desidratação e salga, obtendo-se um produto com características muito semelhantes à carne fresca, mas com duração de  até 80 horas em temperatura ambiente. O sal utilizado na produção de carne-de-sol é mais fino do que o usado para produzir charque.  Apesar do nome \'carne-de-sol\', ela é raramente exposta ao sol no processo de desidratação. Ela é deixada em locais cobertos e bem ventilados, permitindo uma secagem gradual e controlada. Portanto o antigo nome \'carne-de-vento\' expressaria melhor o processo pelo qual a carne-de-sol é preparada. A carne de sol é feita a partir de cortes de toda a carcaça bovina, tendo umidade de 64-70% e teor de sal de 5-6%.

Como exige um clima muito seco, o preparo da carne de sol legítima só é possível nas regiões semi-áridas do Nordeste, sendo muito tradicional tanto no Piauí como no Ceará, mesmo na região litorânea da Rota das Emoções.

Forma de consumo na região:

 PIAUÍ

Carne de sol

Cozidão

Mão de vaca

Maria Izabel

Panelada: um  cozido das vísceras do boi, herança da cultura portuguesa. Deve ser ritualmente limpo na água de limão e as tripas viradas com um pequeno pau de marmeleiro, comumente chamado de pau-de-virar-tripa. É servido com pirão escaldado, feito do próprio caldo ou arroz branco.

voltar

Carregando...

© 2010 Todos os direitos reservados. All rights reserved. produzido pela cjflash